Lucas 22

1 Já estava quase no tempo de celebrar a festa dos pães sem fermento. Esta festa também se chama a Páscoa. 2 Os principais sacerdotes e os homens que ensinavam as leis [judaicas ]estavam procurando um meio de matar Jesus. [Mas queriam fazer isso secretamente], porque temiam que se não fizessem secretamente, as outras pessoas [iam resistir]. 3 Aí Satanás entrou em Judas, que se chamava [o homem da aldeia de ]Cariote, [mesmo que ]ele fosse um dos doze [discípulos]. 4 Ele foi ter com os principais sacerdotes e os oficiais dos guardas do templo. Eles discutiram como ele poderia ajudá-los a prender [Jesus]. 5 Eles estavam contentes [que ele quisesse fazer isso. ]Eles ofereceram dar dinheiro a ele [por fazer isso]. 6 Então ele concordou [e levou o dinheiro]. Depois ele tentou achar uma oportunidade de trair/ajudá-los a prender [Jesus ]quando ninguém estivesse perto. 7 Então chegou o dia na [festa ]dos pães sem fermento quando [as pessoas ]sacrificavam carneirinhos [para lembrarem do tempo quando Deus salvou os seus antepassados]. 8 Por isso Jesus disse a Pedro e João, “Vão preparar o jantar da Páscoa para nós [comermos].” 9 Eles responderam a ele, “Onde é que o senhor quer que nós o preparemos?” 10 Ele disse a [dois deles], “Ouçam com cuidado. Quando vocês dois entrarem na cidade, vão ver um homem carregando um pote [grande ]de água. Sigam-no. 11 Quando ele entrar em uma casa, 11 digam ao dono, [Nosso ]mestre [diz que nós (excl) devemos ]perguntar [ao senhor], Onde fica a sala para hóspedes, que [eu arranjei ]para comer o jantar da Páscoa com meus discípulos?” 12 Ele vai mostrar a vocês um salão grande que fica no [andar ]superior [da casa]. Estará mobiliado/preparado. Preparem o jantar para nós ali.” 13 Aí [os dois discípulos ]entraram [na cidade]. Acharam tudo exatamente como [Jesus ]tinha dito. Prepararam o [jantar ]da Páscoa [ali]. 14 Quando chegou a hora [de comer o jantar], Jesus sentou-se com os [doze ]apóstolos. 15 Ele disse a eles, “Tenho desejado muito comer este [jantar ]de Páscoa com vocês antes de eu sofrer [e morrer]. 16 Quero que vocês saibam que não vou comer [a Páscoa ]de novo até que todos os que Deus governa realmente percebam [o que ela representa].” 17 Então ele pegou um copo [de vinho]. Deu graças a [Deus ]por ele. Depois ele disse, “Tomem isto e bebam todos um pouco dele. 18 Quero que vocês saibam que [de agora em diante ]não vou beber vinho até que Deus me faça rei/chefe.” 19 Então ele pegou pão. Deu graças a Deus pelo pão. Depois ele o quebrou [em pedaços ]e deu a eles [para comerem]. Ele disse, “Este [pão representa ]o meu corpo, que estou para sacrificar por vocês. Continuem a [comer pão ]desta maneira para lembrarem-se do que [tenho feito por vocês].” 20 De modo semelhante, depois [deles jantarem], ele pegou [outro ]copo de vinho. Ele disse, “[O vinho ]neste copo [representa ]meu sangue que vou derramar [quando morrer]. Este sangue [vai confirmar/selar ]a nova aliança [que Deus está fazendo com vocês]. 21 Mas [observem que ]aquele que vai ajudar meus inimigos a me prender está comendo aqui comigo. 22 Quero que saibam que [embora ]eu seja aquele que vim do céu, vou [morrer ]como Deus planejou. Mas ai daquele homem que vai me trair/ajudar os meus inimigos a me prenderem!” 23 Aí eles começaram a perguntar uns aos outros, “Quem entre nós faria tal coisa?” 24 [Os apóstolos ]começaram a discutir entre si, “Qual de nós [vai ser ]o maior [quando Jesus se tornar rei]?” 25 Então Jesus disse a eles, “Os reis dos não judeus gostam de mostrar que são poderosos. Mesmo assim eles dão a si mesmos o título, Aqueles que ajudam o povo. 26 Mas vocês não devem ser como eles! Pelo contrário, aquele que quer que [Deus o considere ]o maior deve [agir como se ]fosse o menor/mais novo, [porque o costume é que os mais novos servem os mais idosos]. O líder deve ser quem serve [aos outros]. 27 Guardem em mente quem é/Quem é o mais importante. Certamente é aquele que [somente se senta ]à mesa, não aqueles que servem [a refeição]. Mas eu, [o seu líder], tenho servido de [exemplo para vocês, ao estar ]entre vocês como aquele que serve [vocês]. 28 Vocês são os que têm ficado comigo durante todas as minhas dificuldades. 29 Agora pois, assim como meu Pai me tem escolhido para governar como rei/chefe, estou escolhendo vocês 30 para que possam sentar-se e comer [e governar ]comigo quando eu me tornar rei. Vocês vão se sentar em tronos para julgar as doze tribos de Israel [conforme a sua aceitação ou rejeição de mim como o Messias ](OU, para governar sobre eles). 31 “Simão, Simão, escute! Satanás tem pedido a Deus, e Deus o tem permitido separar aqueles entre vocês que vão continuar a crer em mim daqueles que não vão continuar a crer em mim, assim como um homem peneira o trigo para separar o trigo da palha. 32 Mas tenho orado por você, Simão, para que você não deixe totalmente de crer em mim. Portanto quando você restaurar o seu relacionamento comigo, ajude seus irmãos apóstolos a confiarem mais em mim!” 33 Pedro disse a ele, “Senhor, estou pronto para ir com o senhor se eles colocarem o senhor na prisão, ou [até mesmo ]para morrer com o senhor!” 34 Jesus respondeu, “Pedro, quero que você saiba que esta mesma noite, antes do galo cantar, você vai negar três vezes que me conhece!” 35 Então [Jesus ]perguntou a todos eles, “Depois que mandei vocês [a outras aldeias], e [vocês foram ]sem levar dinheiro nem sacola nem sandálias [extras], faltavam-lhes qualquer coisa?” Eles responderam, “Não, [nós (excl) não carecemos de ]nada.” 36 Aí[, para mostrar a eles que agora muitos iam se opor a eles/eles precisavam estar preparados para se cuidarem de si mesmos], ele disse a eles, “[Agora, as coisas vão ser diferentes. Portanto], aquele entre vocês que tem dinheiro deve levá-lo consigo. Da mesma forma, ele deve levar uma sacola [de viajante]. Aquele que não tem espada deve vender seu casaco e comprar uma espada. 37 Porque, digo a vocês agora, [algo precisa acontecer comigo para cumprir as palavras que um profeta ]escreveu: Eles o trataram [como se fosse ]um criminoso. Lembrem-se de que tudo que eles têm escrito de mim [nas Escrituras ]precisa ser cumprido.” 38 Os discípulos disseram, “Senhor, olhe! Nós (excl) temos duas espadas!” [Percebendo que eles não entenderam o significado do que ele tinha dito], ele respondeu a eles, “Basta de [falar em espadas]!” 39 Quando [Jesus ]saíu [da cidade], foi, como era seu costume, ao monte das oliveiras. Seus discípulos foram com ele. 40 Quando chegou ao lugar [onde costumava ir/passar a noite], ele disse a eles, “Orem [que Deus os ajude ]quando algo tenta vocês [a não crerem mais em mim]. 41 Aí ele se afastou deles a uma distância de mais ou menos 30 metros/a distância que alguém pode jogar uma pedra. Ele se ajoelhou e orou, 42 “[Meu ]Pai, se o senhor estiver disposto, permita que eu não tenha que passar por [este ]tempo de sofrimento. Porém não faça o que eu desejo; faça o que o senhor deseja.” 43 Então um anjo do céu apareceu a ele e o fez ficar mais forte. 44 Ele estava muito angustiado. Então orou ainda mais honestamente. Seu suor caiu no chão como se fosse grandes gotas de sangue. 45 Quando se levantou de orar, ele voltou aos seus discípulos. Ele viu que estavam dormindo. Eles estavam exaustos porque estavam tão tristes. 46 Ele [os acordou e ]disse a eles, “Estou desapontado/triste que vocês estejam/por que é que estão dormindo! Levantem-se! Orem [para que Deus ajude vocês ]quando algo tentar vocês!” 47 Enquanto [Jesus ]ainda falava, uma multidão chegou [a ele]. Judas, [mesmo que fosse ]um dos doze [discípulos], estava guiando-os. Ele chegou perto de Jesus e o beijou [para mostrar àqueles que estavam com ele qual deles era Jesus]. 48 Jesus disse a ele, “Judas, [estou triste que é/é por meio de me beijar como se você me amasse que ]você está ajudando meus inimigos a me prender/capturar, aquele que vim do céu!” 49 Quando os [discípulos ]que estavam perto de [Jesus ]deram conta do que ia acontecer, eles disseram, “Senhor, devemos (excl) bater [neles ]com as espadas?” 50 Um deles bateu no escravo do sumo sacerdote [com uma espada para matá-lo, mas somente ]cortou sua orelha direita. 51 Mas Jesus disse, “Não [faça ]mais disso!” Ele tocou na orelha [do escravo ]e o curou. 52 Então Jesus disse aos principais sacerdotes, os oficiais da guarda do templo e os anciãos [dos judeus ]que tinham chegado para [prendê-lo], “Dia trás dia eu estava com vocês no templo, mas vocês não me prenderam! 53 [Portanto é ridículo que ]vocês/[então por que ]é que vocês vieram aqui com tacapes e espadas para me prender, como se eu fosse bandido! Mas esta é a hora quando [Deus está permitindo que ]vocês [façam o que querem]. Também é a época de [Satanás, que reina]/[governa na ]escuridão, [fazer o que ele quer]. 54 Eles prenderam [Jesus ]e o levaram embora. Eles o levaram à casa do sumo sacerdote. Pedro os seguiram à distância. 55 Acenderam um fogo no meio do pátio e se sentaram juntos. Pedro sentou-se entre eles. 56 Enquanto a luz [da fogueira ]brilhava [no rosto dele, uma ]empregada o viu e olhou fixamente para ele. Ela disse, “Este homem também estava [com o homem que eles prenderam]!” 57 Mas ele negou isso dizendo, “Senhora, eu não o conheço!” 58 Pouco depois outra pessoa viu pedro e disse, “Você também era um daqueles que [estava com ]o homem [que eles prenderam]!” Mas Pedro disse, “homem, eu não sou [um deles]!” 59 Mais ou menos uma hora depois outra pessoa disse enfaticamente [de pedro], “[O modo deste ]homem [falar mostra que ele ]é do [distrito da ]Galileia. Certamente este homem estava com o homem [que eles prenderam]!” 60 Mas Pedro disse, “Homem, não sei de que você está falando!” Imediatamente, enquanto ele ainda falava, um galo cantou. 61 O Senhor [Jesus ]voltou-se e olhou diretamente para Pedro. Pedro lembrou-se do que o Senhor tinha dito a ele [antes], “Hoje à noite, antes do galo cantar, você vai negar três vezes [que me conhece].” 62 Ele saiu [do pátio ]e chorou com grande tristeza. 63 Os homens que estavam guardando Jesus bateram nele e zombaram dele. 64 Eles cobriram os olhos dele e [bateram nele de novo. Então ]eles disseram a ele, “[Já que você diz que ]é profeta, [prove isso ]dizendo para nós quem foi que bateu em você!” 65 Disseram muitas outras coisas ruins a respeito dele, insultando-o. 66 Quando [a manhã seguinte ]amanheceu, muitos dos líderes [judaicos ]se juntaram. O grupo incluía os principais sacerdotes e os homens que ensinavam as leis [judaicas]. Eles o levaram à [assembleia dos judeus]. Ali disseram a ele, 67 “Se você é o Messias, diga-nos!” Mas ele respondeu, “Se eu disser isso a vocês, vocês não vão me acreditar. 68 Se eu perguntar a vocês [o que pensam do Messias], vocês não vão me responder. 69 Mas um dia vocês vão ver a mim, que vim do céu, sentado ao lado do Deus Altíssimo [e reinando]!” 70 Então eles disseram, “Se for assim, então [você ]está [dizendo que ]é o Filho de Deus/homem que também é Deus?” Ele disse a eles, “É justamente assim como vocês dizem.” 71 Aí eles disseram [uns aos outros], “Nós (inc) certamente não precisamos/por que é que devíamos pedir para mais pessoas darem testemunho contra ele! Nós mesmos O temos ouvido dizer [que ele é igual a Deus]!”